ficha

Agália. Revista de Estudos na Cultura

ISSN: 1130-3557.
Depósito Legal: C-250 - 1985 (versão impressa)
Edita:
Associaçom Galega da Língua (AGAL)
URL:
http://www.agalia.net
endereço-eletrónico: revista
@agalia.net
endereço postal:
R/ Santa Clara nº 21, 15704 Santiago de Compostela (Galiza)
Periodicidade Semestral (números em junho e dezembro)
Diretores: Roberto Samartim e Felisa R. Prado
Indexada nas bases de dados de dialnet e da CAPES

 

 

Números abertos

AGÁLIA. REVISTA DE ESTUDOS NA CULTURA

A receção de trabalhos para a sua publicação na Agália. Revista de Estudos na Cultura encontra-se permanentemente aberta. Neste momento, os trabalhos enviados até 31 de março de 2014 serão avaliados para a sua eventual inclusão no seguinte número regular da revista, o 109, correspondente ao primeiro semestre de 2014.

Concluídos os trabalhos de edição dos volumes 105 e 106, neste momento está pronto a concluir o processo de avaliação dos contributos enviados para os números regulares 107 e 108, correspondentes ao ano 2013.

NOVIDADE: Desde o volume 105 a Agália recebe recensões de trabalhos científicos. Os textos críticos incluídos nesta secção não poderão exceder os 10.000 caracteres e serão avaliados e aprovados previamente polo Conselho de Redação da nossa publicação internacional.

Após 25 anos de edição continuada da mão da Associaçom Galega da Língua, a Agália inicia em 2011 uma nova etapa como Revista de Estudos na Cultura com um projeto científico e editorial, de periodicidade semestral, que foca a publicação de trabalhos de investigações enquadráveis no alargado campo dosEstudos na Cultura. Neste espaço multidisciplinar estão referenciadas a totalidade das Ciências Sociais e Humanas e estão contemplados âmbitos de especialização tais como os estudos linguísticos e literários, a sociologia, a antropologia, a história, a geografia, a filosofia, as artes, a ciência política, as ciências da educação, o turismo, a economia, o direito, a comunicação ou a gestão e a planificação cultural.

A Agália recebe trabalhos redigidos em (galego-)português, de preferência segundo o novo Acordo Ortográfico em vigor, e está submetida aos procedimentos e as normas de receção e avalização de trabalhos vigorantes no âmbito científico internacional (nomeadamente à dupla avaliação por pares cegos). Esta Revista de Estudos na Cultura é publicada duas vezes por ano (em junho e em dezembro) tanto em formato eletrónico como impresso, e poderá editar, para além de números gerais, volumes monográficos coordenados por investigadores convidados. Na atualidade, a revista recebeu no Brasil a máxima qualificação da CAPES (A1) na área de Letras/Linguística e de B2 na de Sociologia e está indexada nas bases de dados Dialnet e MIAR (ICDS 4.431).

 

Índice do volume 105 (1º semestre de 2012) da Agália. Revista de Estudos na Cultura

Da edificação da estrutura de Formação Profissional à inserção no mercado do Emprego em Cabo Verde

Lúcio Cabral Mendes (Escola Técnica de Santa Catarina, Cabo Verde)

 

Infâncias e Direitos na Escola: múltiplas experiências

Roseli Inês Hickmann (UFRGS)

 

Princípios e paradigma da racionalidade pedagógica de António Sérgio

José Carlos de Oliveira Casulo (Universidade do Minho)

 

A Foraclusão do Pai. Sobre a loucura de João José Dias em O que fazem as mulheres

Sérgio Guimarães de Sousa (Universidade do Minho)


Narrativas biográficas e mediação artística e cultural: o contributo de José Viale Moutinho

Leonor Martins Coelho e Thierry Proença dos Santos (Universidade da Madeira)

 

Linguagem e autismo: uma abordagem da ecolalia à luz da transgressão de formas verbais culturalmente estabelecidas

Glória Carvalho (Universidade Federal de Pernambuco)

 

Descrição e análise de um dialeto do português do Brasil: a fala do povo gurutubano

Maria do Socorro Vieira Coelho (UFMG)

 

Homo homini lupus: acerca da licantropia

João Guilherme Dayrell de Magalhães Santos (UFMG)

 

Sir Richard Francis-Burton. O viajante-tradutor arquetípico e a sua relação com o Brasil

Eduardo Batista (Universidade de São Paulo)

 

Testemunho em La dispartion, de Georges Perec

Jacques Fux (UNICAMP)